Para reflexão ...



"Uma criança, uma professora, uma caneta e um livro podem mudar o mundo."

Malala Yousafzai
Prêmio Nobel da Paz

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A GRAMÁTICA DE TODO DIA

FIQUE ALERTA! TEM PESQUISA PARA FAZER.
NESTA SEMANA,CONTINUANDO NOSSOS ESTUDOS EM SALA DE AULA, OS ALUNOS DOS 8ºs ANOS DEVERÃO PESQUISAR AS PRINCIPAIS PREPOSIÇÕES E AS RELAÇÕES DE SENTIDO QUE ESTABELECEM NO TEXTO.

Para facilitar essa pesquisa, que tem como objetivo a  revisão do assunto para dar suporte aos estudos em sala, exponho abaixo o conteúdo da pesquisa que todos poderão consultar e utilizar:

Preposição é a palavra que estabelece uma relação entre dois ou mais termos da oração. Essa relação é do tipo subordinativa, ou seja, entre os elementos ligados pela preposição não há sentido dissociado, separado, individualizado; ao contrário, o sentido da expressão é dependente da união de todos os elementos que a preposição vincula.
Exemplos:

1.Os amigos de João estranharam o seu modo de vestir.
amigos de João / modo de vestir: elementos ligados por preposição
de: preposição

2.Ela esperou com entusiasmo aquele breve passeio.
esperou com entusiasmo: elementos ligados por preposição
com: preposição

Esse tipo de relação é considerada uma conexão, em que os conectivos(preposições) cumprem a função de ligar elementos. A preposição é um desses conectivos e se presta a ligar palavras entre si num processo de subordinação denominado regência.


Tipos de preposição
As preposições são classificadas em dois tipos: essenciais e acidentais.
- As essenciais sempre atuam como preposições. São elas: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por (per), sem, sob, sobre, trás.Observe os exemplos:




-As acidentais podem pertencer ou ter pertencido a outras classes gramaticais, mas funcionam como preposições em certos enunciados(contextos).São exemplos de preposições acidentais:  conforme, consoante, durante, exceto, fora, mediante, menos, salvo, segundo, senão, tirante, visto, etc. Observe os exemplos:
Os assaltantes, segundo o relato da testemunha, atiraram primeiro.


Todos os candidatos, exceto o da situação, compareceram ao debate.

Os convidados só poderão entrar mediante a apresentação do convite.

Combinações e contrações de preposições


Quando a preposição a se junta ao artigo masculino singular ou plural e origina as formas ao ou aos, ocorre uma combinação.Quando a preposição combina-se com outra palavra e sofre alguma modificação em sua constituição fonológica, ocorre uma contração. Temos a contração das preposições de e em com as formas singular e plural dos artigos e de alguns pronomes, originando as formas do, da, dos, das, no,na, nos, nas, nele, nela, neles, nelas, num, numa, nuns, numas, disto, disso, daquilo, deste, desta, destes, destas, desse, dessa, desses, dessas, daquele, daquela, daqueles, daquelas, etc.
Da contração da preposição per (forma arcaica da preposição por) com as formas do singular e do plural do artigo definido, temos as contrações pelo, pela, pelos, pelas.Conectam os termos dos sintagmas.

Principais Relações estabelecidas no texto pelas Preposições

Autoria - Esta música é de Roberto Carlos.
Lugar - Estou em casa.
Tempo -Eu viajei durante as férias.
Modo ou conformidade - Vamos escolher por sorteio.
Causa - Estou tremendo de frio.
Assunto - Não gosto de falar sobre política.
Fim ou finalidade - Eu vim para ficar.
Instrumento - Paulo feriu- se com a faca.
Companhia - Hoje vou sair com meus amigos.
Meio - Voltarei a andar a cavalo.
Matéria - Devolva-me meu anel de prata.
Posse - Este é o carro de João.
Oposição - O Flamengo jogou contra Fluminense.
Conteúdo - Tomei um copo de (com) vinho.
Preço - Vendemos o filhote de nosso cachorro a (por) R$ 300, 00.
Origem - Você descende de família humilde.
Especialidade - João formou-se em Medicina.
Destino ou direção - Olhe para frente!

O termo que antecede a preposição chama-se regente, o termo que vem depois da preposição chama-se regido.
O termo regente, aquele que pede preposição, pode ser um verbo ou um nome; por isso  para completar nosso estudo deveremos conhecer as regras de regência verbal e de regência nominal.

Nenhum comentário: