domingo, 22 de junho de 2014

O que é inovar em Educação?

         Um ambiente escolar conectado ao mundo digital é capaz de proporcionar dinamização das práticas, ampliação das habilidades cognitivas, democratização e ampliação dos espaços e das ferramentas de aprendizagem, possibilidade de compartilhamento e construção colaborativa de saberes; instrumentos capazes de renovar o trabalho pedagógico e de potencializar  a aprendizagem dos educandos.
         Práticas educativas associadas às ferramentas digitais possibilitam a modernização da prática docente e do ensino, além de atenderem às exigências da sociedade digital que requer que o aluno seja preparado para enfrentar os novos desafios da era em que vivemos.
        No entanto, especialistas dedicados ao estudo do uso de mídias na educação alertam para o fato de que para inovar na área da Educação não basta apenas modificar a forma de apresentação dos conteúdos aos alunos. Para Klaus Schlünzen Junior, coordenador do Núcleo de Educação a Distância da Unesp (NEaD) e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unesp em Presidente Prudente, "é necessário inovar no método, na relação entre professor e aluno e na relação dos alunos entre si."
      Segundo o especialista: “Muitos educadores acham que ao usar um power-point, uma lousa inteligente, um computador, estão praticando uma inovação muito grande, mas não é isso que significa inovar no ensino.” 
       É preciso considerar que na sala de aula temos um novo perfil de aluno que exige um educador preparado, renovado em sua práxis e que tenha se apropriado dos conhecimentos advindos das Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação (NTIC's) e que conheça sobre as novas metodologias do ensino mediado pelas NTIC's.
       O ambiente escolar precisa se reinventar enquanto instituição; lousa e giz devem ceder lugar aos computadores, lousa digital, data-show e outros equipamentos que proporcionarão ferramentas para que a sala de aula se torne uma sala de aula interativa capaz de conectar os educandos com  o mundo. Além disso, é necessário repensar a formação inicial dos educadores, integrando à sua formação disciplinas que prepare-os para lidar com as novas necessidades educacionais dos alunos.

Nenhum comentário: