sexta-feira, 26 de julho de 2013

Momento para reflexão....

Hoje quero propor uma reflexão sobre a Proposta Curricular da maioria das escolas brasileiras. Convido a todos a refletirem sobre o tema e a emitirem suas opiniões sobre o tema.
A concretização e o sucesso de uma proposta que pretende a mudança  no currículo e  a adoção de novas metodologias depende de uma estrutura que precisará ser criada para que alterações significativas ocorram no cenário atual das escolas públicas e privadas para que se tornem um ambiente de convivência e de aprendizagem saudável, afetivo e seguro, rico em práticas educativas, através das quais os alunos expressem, vivenciem e internalizem valores socialmente desejáveis. Para criar essa nova cultura escolar, algumas condições são imprescindíveis, dentre outros elementos, será necessário:

  1. Integrar de forma transversal e interdisciplinar ao currículo das escolas a educação afetiva com o estudo sobre sentimentos, emoções, autoconhecimento e valores;
  2. Apresentar a proposta aos professores e promover capacitação para que o professor conheça e compreenda a importância dessa nova proposta curricular e se sinta preparado para assumir seu  novo papel no ambiente escolar (mediador);
  3. Introduzir a prática do diálogo para a resolução de conflitos - por meio de assembleias escolares regulares;
  4. Alunos ativos atuando como protagonistas;
  5. Promover a educação comunitária para que os processos de educação em valores ocorram dentro e fora da sala de aula;
  6. Estabelecer o papel do professor como mediador entre o aluno e o conhecimento e como parceiro do aluno na resolução das atividades;
  7. Seleção de conteúdos relevantes e ligados a  realidade do aluno;
  8. Reorganização dos espaços, dos tempos e das relações escolares;
  9. Planejamento de ações pedagógicas que favoreçam a aprendizagem do aluno, levando em conta sua história de vida;
  10. Mudar paradigmas: os conteúdos tradicionalmente ensinados na escola deixam de ser encarados como finalidade da educação e passam a ser encarados como meio para que o aluno conheça a si e ao mundo em que vive.
Essa mudança no currículo permitirá uma aprendizagem significativa e essencial para formação, pois a educação afetiva permitirá ao aluno, que antes de ser unicamente um membro da turma é membro da sociedade, atuar como cidadão crítico, justo e ético na resolução de conflitos.

Nenhum comentário: