Seja Bem-Vindo!

Para reflexão ...



"Uma criança, uma professora, uma caneta e um livro podem mudar o mundo."

Malala Yousafzai
Prêmio Nobel da Paz

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O que é foco narrativo?

Foco narrativo pode ser definido como a perspectiva usada pelo narrador para relatar os fatos da história que está contando. O narrador vai participar da história ou será apenas um espectador dos acontecimentos desenrolados?
O narrador assume posições e papeis diferentes, podendo apresentar-se em primeira ou terceira pessoa.
O narrador desempenha o importante papel de nos contar os fatos ocorridos em uma história, mas isto pode ser feito de diversas maneiras, a partir do seu ponto de vista.
Trata-se do foco narrativo, que é um dos elementos da narrativa. Neste artigo, saiba mais sobre este assunto.

Exemplos de foco narrativo

De acordo com o posicionamento do narrador, o foco narrativo assume diferentes funções, dentre as quais estão as seguintes:
  • Foco narrativo de terceira pessoa – Nesta modalidade, o narrador não é um participante ativo dos fatos relatados. Pode-se afirmar que a narrativa assume um caráter objetivo, pois o narrador observa os fatos do lado de fora, podendo repassar apenas o que vê. O foco narrativo de terceira pessoa pode se manifestar como narrador onisciente e narrador observador:
  • Narrador onisciente – Este tipo de narrador conhece toda a história, inclusive os pensamentos das personagens.
  • Narrador observador – Ao contrário do onisciente, o narrador observador não conhece toda a história. Este tipo de narrador se limita a narrar os fatos à medida que eles ocorrem.
  • Foco narrativo de primeira pessoa – Como o próprio nome aponta, nesta modalidade o narrador se torna um personagem, podendo ser um narrador protagonista ou narrador coadjuvante.
O narrador observador e o narrador personagem podem ser classificados como intruso. Isto ocorre quando ele tece comentários acerca dos envolvidos no contexto, de si mesmo (quando ele é participante) ou do ambiente. Quando o narrador apenas conta os fatos, sem nenhum tipo de influência, ele é neutro.
Quando a personagem principal conta a sua história, trata-se de um foco narrativo na primeira pessoa ou interno; quando uma personagem secundária narra a história da personagem principal, o foco narrativo é na primeira pessoa ou interno; o foco narrativo na terceira pessoa ocorre quando o narrador conta a história como observador; e, por fim, quando o escritor (analítico ou onisciente) conta a história no papel de narrador, o foco narrativo é na terceira pessoa.

Exemplo:

1ª PESSOA DO SINGULAR - NARRADOR PERSONAGEM:
Desci os últimos degraus do trem e observei a pequena ferroviária, era uma construção simples, com detalhes em madeira escura. A obra era retangular, com uma cobertura de telhados estendidos diagonalmente em direção aos trilhos para o conforto dos passageiros. O local era arejado e consistia em apenas um caixa para bilhetes e informações mais à frente. Havia muitas flores espalhadas pelo lugar, o recinto era puro estilo vintage. Não pude evitar a sensação de conforto que me tomou, era como se eu estivesse fazendo a coisa certa ao menos uma vez na vida.
3ª PESSOA DO SINGULAR - NARRADOR-OBSERVADOR:
Zaïre desceu os últimos degraus do trem e observou a pequena ferroviária, uma construção simples, com detalhes em madeira escura. A obra era retangular, com uma cobertura de telhados estendidos diagonalmente em direção aos trilhos para o conforto de passageiros, como ela. Sentia o local arejado e este consistia em apenas um caixa para bilhetes e informações mais à frente. Ela viu muitas flores espalhadas pelo lugar, o recinto lembrava-lhe o puro estilo vintage. Uma sensação de conforto a invadiu como consequência do pensamento estampado diante àquela estação. 
Retirado de:

Nenhum comentário: