domingo, 14 de março de 2010

ACENTO DIFERENCIAL

O acento diferencial é usado para distinguir duas palavras que têm a mesma pronúncIa (homófonas). Com o Acordo Ortográfico vários desses vocábulos vão perder o acento.

O motivo disso é que o contexto ajuda indicar o significado, sem necessidade de diferenciar. As palavras abaixo, portanto, deverão ser empregadas sem acento e seu sentido(significado) será identificado através do contexto em que estiver empregada:
Para (do verbo parar) e para (preposição)
pela (do verbo pelar) e pela (união da preposição com o artigo)
pelo (do verbo pelar) e pelo (substantivo)
pera (o substantivo) e pera (um substantivo em desuso que significa pedra), em oposição a pera (uma preposição que também não se usa mais, que significa para)

Vamos ver duas exceções:

Apenas duas palavras permanecem acentuadas para se distinguir pelo acento gráfico: pôr (verbo) para diferenciar de por (preposição) e pôde (verbo na 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo) para diferenciar de pode (3ª pessoa do singular do presente do indicativo).

Importante: perde o acento gráfico o verbo parar quando entra num composto separado por hífen: para-balas, para-brisa(s), para-choque(s), para-lama(s) e outras. Também não é acentuada nem recebe apóstrofo a forma monossílaba pra, redução de para.

Nenhum comentário: