Para reflexão ...



"Uma criança, uma professora, uma caneta e um livro podem mudar o mundo."

Malala Yousafzai
Prêmio Nobel da Paz

sábado, 7 de agosto de 2010

Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas mostra resultados em Juara

Cuiabá / Várzea Grande, 06/08/2010 - 18:10.

Da Redação

Há três anos a Escola Estadual Nivaldo Fracarolli, no município de Juara (709km a Médio-Norte), percebeu a necessidade de trabalhar a saúde e prevenção de doenças com alunos da unidade. Com a orientação da professora e coordenadora, Fabiana Ferro Biudes, a escola desenvolve o projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), conseguindo reduzir em até 80% o índice de gravidez entre adolescente.
No início a professora trabalhava dentro da sala de aula com os alunos. Hoje, com o apoio de outra professora, Arlene Poubel Sirena, capacitou estudantes do Ensino Médio que atuam como palestrantes multiplicando as informações para os colegas por meio de apresentações de vídeos, fotos e slides.
Os resultados começam a ser percebidos. Um ciclo de palestras, ocorrida nos dias 04 a 06 de agosto, reuniu os palestrantes que falaram sobre o corpo humano, doenças sexualmente transmissíveis e gravidez na adolescência. Medidas como essas vem, ao longo dos anos, reduzindo os casos de gestação na adolescência entre as estudantes da escola.
“A incidência de gravidez, estimada em 80%, era uma das preocupações que tínhamos”, lembra a professora Fabiana. Segundo ela, um dos pontos é o fato de que as alunas quando engravidam deixam a sala de aula. Atualmente, o único caso na escola é trabalhado com o objetivo de que a aluna permaneça na escola até quando for possível.
A coordenadora acredita, ainda, que exista uma diferença significativa no fato dos palestrantes serem alunos; pessoas que vivem a mesma realidade e, por isso podem mostrar que é possível conhecer o próprio corpo e cuidar dele de forma saudável.
As palestras motivam aos demais professores a trabalharem o assunto debatido com os alunos e a criar materiais sobre o assunto como livros, poesias, músicas, entre outros. O projeto conta com o apoio do Centro de Triagem e Aconselhamento (CTA).

Fonte:http://www.odocumento.com.br/noticia

Nenhum comentário: