domingo, 13 de fevereiro de 2011

BIOGRAFIA DE GRANDES CARTUNISTAS BRASILEIROS

ZIRALDO
Ziraldo Alves Pinto nasceu no dia 24 de outubro de 1932, em Caratinga, Minas Gerais. Começou sua carreira nos anos 50 em jornais e revistas de expressão, como Jornal do Brasil, O Cruzeiro, Folha de Minas, etc. Além de pintor, é cartazista, jornalista, teatrólogo, chargista, caricaturista e escritor.
A fama começou a vir nos anos 60, com o lançamento da primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor: A Turma do Pererê. Durante a Ditadura Militar (1964-1984) fundou com outros humoristas O Pasquim - um jornal não-conformista que fez escola, e até hoje nos deixa saudades. Seus quadrinhos para adultos, especialmente The Supermãe e Mineirinho - o Comequieto, também contam com uma legião de admiradores.
Em 1969 Ziraldo publicou o seu primeiro livro infantil, FLICTS, que conquistou fãs em todo o mundo. A partir de 1979 concentrou-se na produção de livros para crianças, e em 1980 lançou O Menino Maluquinho, um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil de todos os tempos. O livro já foi adaptado com grande sucesso para teatro, quadrinhos, ópera infantil, videogame, Internet e cinema. Uma seqüência do filme deve ser lançada em breve!
Os trabalhos de Ziraldo já foram traduzidos para diversos idiomas, como inglês, espanhol, alemão, francês, italiano e basco, e representam o talento e o humor brasileiros no mundo. Estão até expostos em museu! Ziraldo ilustrou o primeiro livro infantil brasileiro com versão integral on-line, em uma iniciativa pioneira. Conheça mais detalhes sobre a sua biografia e visite a sua galeria de fotos!
Fonte:http://www.educacional.com.br/ziraldo/biografia/bio.asp

LAERTE COUTINHO

Laerte é um dos grandes nomes do quadrinho nacional fazendo um humor que agrada adultos e crianças. Seu primeiro álbum produzido pela Devir é "Suriá a Garota do Circo".

Biografia:
"Nasci em 10 de junho de 1951 e me chamo Laerte Coutinho. Minha familia tem um pé em Portugal, meu bisavô Miguel veio de Ponte de Lima.
Entrei na Universidade de S Paulo em 1969, para cursar a Escola de Comunicações Culturais, mais tarde Comunicações e Artes. Fiz música, jornalismo mas não terminei nenhum dos cursos.
Comecei a publicar no jornal de Centro Acadêmico e em 72 fundei, com outros, a revista Balão, de quadrinhos.
Em 75 fundei, também com amigos a Editora Oboré, para atender as necessidades na área de comunicação dos sindicatos de trabalhadores, e trabalhamos com centenas de entidades em todo o Brasil.
Colaborei com revistas e jornais, como Veja, Isto é, Folha de São Paulo, O Estado de S Paulo, O Pasquim e muitos outros.
Em 85 e 86 comecei a fazer histórias em quadrinhos nas revistas Chiclete com Banana e Circo da Circo Editorial, onde apareceram pela primeira vez os Piratas do Tietê. Pela mesma editora editei duas revistas, a Striptiras e Piratas do Tietê. Lancei alguns livros com coletâneas de charges e quadrinhos, como O Tamanho da Coisa, Gato e Gata, Fagundes - um puxa saco de mão cheia, Piratas e Outras Barbaridades.
Participei de exposições em Cuba (Bienal de San Antonio de Los Baños e Bienal de Havana), Itália (Convegno Internazionale de Prato), Colômbia (Taller de Humor/Feira del Libro) e França (Angouleme).
Fui premiado no Salão de Piracicaba onde recebi o Prêmio Angelo Agostini e também ganhei o troféu HQ Mix em todas as suas edições.
Atualmente, além de desenhar para a Folha de São Paulo, faço textos para a TV (TV Pirata, TV Colosso, Sai de Baixo, Vida ao Vivo - todos da rede Globo), para teatro (Show Colosso), e para cinema (SuperColosso). Escrevi a peça "Piratas".
LAERTE COUTINHO

5 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada. O material é muito rico, parabéns.

Anônimo disse...

muito legal me ajudou muito tenho que fazer biografias de algumas a biografia ficou perfeita

Anônimo disse...

muito legal a biografia ficou perfeita

Anônimo disse...

ótimo biografia perfeita parabéns

Unknown disse...

Ótimo adorei. Pois precisava de duas briografias e essas ficaram perfeitas. Parabéns!